Gizele e a comunicação comunitária

Gizele Martins, no Encontro dos Blogueiros Progressistas
no blog vozes das comunidades

sexta-feira, 27 de agosto de 2010
Comunicação comunitária é o que me faz ser…
chega o término de mais um curso de Comunicação Popular do Núcleo Piratininga de Comunicação, e os preparativos para nascer mais um belo e verdadeiro jornal comunitário…

Quero dizer à todos vocês que comunicação comunitária se faz com a alma, tal alma que sorrir..nas horas que tem que sorrir..demonstrando aquilo o que somos, nossa brincadeira na rua, nossa música, nossa alegria, nossa identidade local…

Mas…infelizmente..neste mesmo jornal…a nossa alma também precisa falar daquilo que nos mata todos os dias..aquilo que nos dói..que dói e fere a alma…alma cansada de tantas desilusões, de tanta corrupção, de saber que para este mundo..nada, nada somos, nada temos, apenas somos escravos deste capitalismo cruél..nada mais! nada mais!!!

Mas…a minha alma também é incansável…incansável porque tudo isso me dói tanto na pele…que o que quero mesmo..e em todos os dias…é libertar a minha alma e a alma daqueles milhares de moradores daquela tão pequenina favela, e a alma de todo o mundo, todo o mundo mesmo…

Meu povo…as lágrimas descem todos os dias de meus olhos por não aceitar este mundo…por não aceitar vender a minha alma…as lágrimas descem por não saber mais sorrir…esqueci a brincadera na rua…

Não quero vender a minha alma…E é…Por isso…Que luto e brigo hoje para fazer aquilo que amo, adoro, que acredito…comunicação comunitária. Nasci para isso, vivo para isso…É isso o que me faz ainda sorrir e sempre existir, ser (gente)!!!

Meu povo..comunicação comunitária é falar com a alma, com o que vem de dentro…

E para terminar eu digo…Comunicação comunitária é direito humano, sou favelada sim e quero apenas ter o meu direito de viver!!!

Grande Beijo,
Gizele Martins uma apaixonada pela comunicação comunitária

Clique aqui e assista e a entrevista de Gizele Martins, estudante do Curso de Comunicação Popular (NPC) e jornalista que trabalha na comunidade da Maré e edita o jornal “O Cidadão”, para o blog Já Voto!

Anúncios

Sobre CCBregaMim

Classe média. Não sai da gente. Mas melhora, se a gente estiver disposta a abandonar nosso lugar na opressão.
Esse post foi publicado em MANIFESTO e marcado , , , , , , , , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s