AUTOCRÍTICA

Nenhuma transformação no mundo é possível, sem que tenha passado pelo momento autocrítico.

Porque só olhando pra mim mesmo posso realmente compreender o humano. Quando olho honestamente pra mim mesmo, pra mim mesma, encontro em mim todas as paixões, a do assassino, do ladrão, mentiroso e também a paixão que move a solidariedade, a generosidade, a coragem e a determinação. Se não puder me ver corajosamente nu ou nua não poderei escolher minha ação no mundo.

Porque só mudando a mim mesmo, abolindo as heranças automáticas, poderei mudar os outros. Será preciso não repetir mais os gestos gastos da minha família, os desprezos de meus amigos, a superioridade de minha classe social. Sem superar minhas tristes heranças, as repetições impensadas de chavões e preconceitos, não serei mais do que uma expressão do consenso. Se ajo de acordo com o senso comum, repito as injustiças e ignorâncias que garantem que os ricos permaneçam explorando o trabalho da maioria. Será preciso refletir amargamente sobre os meus erros, sobre os meus enganos, sobre as minhas ilusões. Por que desejo sempre alguma superioridade? Por que acredito nela?

Porque sou exemplo do que digo, e se não faço o que digo, não faço valer minhas palavras. Mudarei quando souber mais sobre mim mesmo, sobre os preconceitos que ainda carrego, escondidos nos meus desejos de subir, de ascender, de comprar mais, de ter, de ser determinada máscara social. Mudarei quase sem querer, apesar de mim mesmo, de mim mesma. Mas não será suficiente. Procuro uma ação intencional, verdadeira e profunda transformação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s