SUBLIMAÇÃO

Nenhum desejo é verdadeiramente sublimado.
Não existe realização indireta do desejo.
Não existe concretizar imaginariamente o desejo.

O que preciso fazer às vezes é renunciar.
Renuncio ao desejo de matar.
Renuncio ao desejo de levar vantagens, prejudicando outras pessoas.
Renuncio ao desejo de obedecer e deixar tudo como está.

Mas não faço isso em nome de um prazer indireto, que me daria meia satisfação.
Faço isso em nome de novos prazeres, mais fortes e brilhantes.

O amor não pode ser sublimado.
A luta não pode ser sublimada.
O prazer não pode ser sublimado.
A igualdade não pode ser sublimada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s